A Situação da Classe Trabalhadora na Inglaterra

Friedrich Engels

A Situação da Classe Trabalhadora na Inglaterra é um dos livros mais conhecidos de Friedrich Engels. Originalmente escrito em alemão, é um estudo das condições de vida dos trabalhadores na Inglaterra vitoriana (...)

A Situação da Classe Trabalhadora na Inglaterra é um dos livros mais conhecidos de Friedrich Engels. Originalmente escrito emalemão (Die Lage der Arbeitenden Klasse in England), é um estudo das condições de vida dos trabalhadores na Inglaterra vitoriana. O livro é considerado como um relato clássico da condição dos trabalhadores na indústria. Originalmente destinado ao público alemão, foi publicado pela primeira vez em 1845.

A obra foi traduzida para o inglês, em 1885, pela reformista americana Florence Kelley (ou Florence Kelley Wischnewetzky. Com a autorização de Engels, foi publicada em Nova York (1887) e em Londres (1891). A edição inglesa ganhou um novo prefácio do autor, em1892.

Foi o primeiro livro de Engels, tendo sido escrito entre 1842 e 1844, durante sua estada em Manchester, que era então o coração daRevolução Industrial. Engels compôs o livro, a partir de suas próprias observações e de relatos detalhados que obteve na época.

O resultado foi um impressionante documento sobre a condição de penúria em que viviam os trabalhadores, nas áreas industriais da Inglaterra. Engels registra, por exemplo, que a mortalidade por doenças, bem como a mortalidade entre os trabalhadores, era mais alta nas cidades industriais do que no campo. Em cidades como Manchester e Liverpool, a mortalidade por varíola, sarampo, escarlatina ecoqueluche era quatro vezes maior do que nas áreas rurais vizinhas, e a mortalidade por convulsões era dez vezes maior do que no campo.

Além disso, a taxa de mortalidade geral em Manchester e Liverpool era significativamente mais elevada do que a média nacional. Um exemplo interessante refere-se à evolução das taxas de mortalidade geral na cidade industrial de Carlisle.

Antes da introdução dos moinhos (1779-1787), 4.408 em 10.000 crianças morriam nos primeiros cinco anos de vida. Após a introdução dos moinhos, o número aumentou para 4.738. Da mesma forma, antes da introdução dos moinhos, 1.006 em cada 10.000 adultos morriam antes de completar 39 anos. Depois da introdução dos moinhos, a mortalidade passou para 1.261 em cada 10.000.

Filho mais velho de um próspero industrial do ramo têxtil, Engels envolveu-se com o jornalismo radical, ainda adolescente. Mamdado para a Inglaterra, tornou-se ainda mais radical depois de tudo o que viu. Nessa época, foi estabelecida a sua parceria com Marx, que duraria toda a sua vida.

Fonte: Mz Formativa


DESCARREGAR (PDF)

Deixe um Comentário

Deixe aqui o teu comentário ou a pergunta sobre o tópico para ajudar a comunidade ou para que a comunidade o ajude a si

Indique os 5 números apresentados na imagem abaixo.

security code

Comentários

A carregar os comentários...

©2019 ASGLOBAL // Matola - Maputo - Moçambique | Webdesign Moçambique BYDAS

Voltar ao Inicio